quarta-feira, 25 de abril de 2007

O Velho

Carvão s/ papel
Dimensões (cm) : 33x25
"Parado e atento à raiva do silêncio
De um relógio partido e gasto pelo tempo
Estava um velho sentado no banco de um jardim
A recordar fragmentos do passado"
(Mafalda Veiga)

5 comentários:

Marta disse...

simplesmente magnífico...lindo

lando disse...

boa forma de descreveres a idade!!!

Vera disse...

" Sentes que o tempo acabou...
Primavera em flor adormecida!
Qualquer coisa que não volta... que voou...
Que foi um dia... Um ar da tua vida...!

ana disse...

o que ser velho?
hmm, axo que posso saber...mesmo passando por essa experiencia...
ser velho é ser ancião, guardar o saber em histórias com sumo, donde algum se tem sempre para aprender.

ser velho, é ser em sabedoria.
somos velhos e novos ao mesmo tempo. ser velho...é bom!é ver aquilo que raras pessoas conseguem ver na idade como uma graça, como um presente a nós mesmos e ao mundo que um dia iremos deixar.

Adoro essa tua expressão nas cores e nas formas...que possas fazer surgir olhares, sorrisos e cosnciecnias atrevés dessa tua forma de comunicar!
graças por ti e por essa tua doação!até sempre!

catarina disse...

n tenho palavras.. tá espectacular!